Vereador investiga suposta compra de aparelho de raio x pelo município que nunca chegou ao hospital.

De posse de documentos que comprovam a compra de um aparelho de raio – x fixo c/mesa painel de comando porta turbo, no valor de R$ 148.000,00 e que nunca visto no Hospital de Pequeno Porte em Goiatins, onde seria utilizado o referido aparelho. Rubens Araújo solicita que seja criado uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) para que possa ser apurado o desaparecimento do bem.

Em suas palavras Vereador Rubens diz “Eu peço ao senhor presidente da casa que tome as devidas providencias ou eu tomarei as minhas porque fui eleito para isso” se referindo ao ministério público.

Aos 17 de fevereiro de 2016 às 09h, 51min e 38cg foi emitido pela INNOVA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA com CNPJ 05.356.265/0001-40 insc. estadual 19.450.833-1 localizada na avenida Miguel Rosa, 6667, Macaúba  CEP 64016-010 Teresina-PI a nota fiscal eletrônica de nº 000.003.307 série 1 e em 19/02/2016 às 16h e 58min foi a emissão do pedido, conferencia da carga, autorização de saída da mercadoria e entregue ao senhor Edigar Cruz da Luz, secretário de saúde e responsável pela compra naquela época.

O intrigante, é que as datas são as mesmas na emissão do pedido, conferencia da carga, autorização de saída e recebimento sendo impossível uma carga sair às 16h e 58min de Teresina no Piauí e ser entregue aqui em Goiatins na mesma data, visto que são mais de 800km de distancia.

Fonte: Sec. de saúde e Vereador Rubens Araújo, imagem pública

 

Em resposta, o ex. Secretário Edigar, disse que comprou pagou mas nunca recebeu e que a nota fiscal apresentada com sua assinatura é de outro aparelho de raio x. Segundo sua declaração feita na câmara municipal de Goiatins na ultima quinta feira, 23 de novembro deste ano, Edigar disse que comprou dois aparelho de Raio x sendo um odontológico e um outro fixo c/mesa painel de comando porta tubo, entre outras mercadorias das quais a única não entregue foi exatamente o cujo.

E em seguida disse “era meu sonho era um aparelho desse aqui em nosso hospital porque amanhã minha mãe, meu pai, minha filha… podem precisar mas infelizmente a empresa não entregou e eu fiquei impossibilitado de ir atrás e quando procurei ajuda da nova gestão me viraram as costas e me mandaram a ir descascar este abacaxi na justiça! mas tenho provas de que não recebi este bem, basta chamar o Dr. Renner que era o dentista na época” e depois o mostra todas notas assinadas por ele menos a nota do aparelho de raio x fixo c/mesa painel de comando porta tubo.