Por Cimberley Cáspio
escravos brasileirosimagem:redeliberdade.blogspot.com

A operação “pressão” do ministro do Supremo Tribunal Federal,Luiz Fux,sobre o sistema jurídico responsável pela nomeação de desembargadores,para favorecer a filha Marianna Fux,ao cargo de desembargadora,mostra como somos reféns de uma sistema perverso e covarde.

A OAB,que se diz guardiã dos direitos humanos e de justiça,e que tanto se faz representar nos inúmeros problemas nacionais,mostra agora que é uma instituição covarde e que na verdade,não tem competência para representar nem mendigos,quanto mais advogados.

Por isso que o país está uma caos.Por tanto tempo,governado e administrado por doutores, vamos caindo andar por andar em direção ao fundo do abismo.

Até antes da aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa,não via mácula no Supremo Tribunal Federal. Achava que era a única instituição,onde o medo e a corrupção ficavam do lado de fora da porta de entrada.Mas depois que o ministro se aposentou em defesa da sua carreira e de sua vida,numa clara evidência de medo e covardia,provou-se que o país é dominado por uma máfia corporativista poderosa.

E ainda diante desse tema,vale lembrar que o povo brasileiro é quem paga a educação dos filhos dos membros do ministério público,mordomia essa,que os magistrados também estão querendo.

Para a educação dos filhos dos magistrados,segundo a Folha de São Paulo,pagaremos a quantia ínfima de 7.500 reais por magistrado,fora os filhos dos membros do ministério público,os quais,já bancamos.

Se lutamos para sobreviver e ralamos para educar os nossos filhos,por que temos que bancar educação de qualidade dos filhos da Justiça? Uma justiça que nos despreza,que nos trata mal,que nos faz pagar o que não temos por uma demanda processual,Uma justiça que mais parece estrangeira do que brasileira,de tanto desprezo que tem por nós,o povo brasileiro.

Todo dia temos nossos direitos atropelados,somos saqueados,humilhados…E não há ninguém nesse país,uma liderança capaz de nos livrar dessa escravidão.