Por José Pedro Soares Martins
A Cooperativa de Produção dos Profissionais em Coleta, Manuseio e Comercialização de Materiais Recicláveis e Reutilizáveis “Antônio da Costa Santos”, localizada no Jardim Satélite Íris, em Campinas (SP), representará o Brasil no evento “Organizações que constroem oportunidades”, que marcará o encerramento do Programa PorAmérica, entre os dias 27 e 28 de novembro em Bogotá, na Colômbia. No evento, serão apresentadas experiências de sucesso que têm contribuído para a superação da pobreza no continente latino-americano.

O convite à Cooperativa partiu da RedEAmérica, que promoveu e cofinanciou o Programa PorAmérica – Programa Fortalecimento de Organizações de Base – ODB para Combater a Pobreza em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Corporação Consórcio para o Desenvolvimento Comunitário.

O convite ocorreu em função do desenvolvimento, pela Cooperativa “Antônio da Costa Santos”, do Projeto “Construindo sonhos através dos recicláveis”, que recebe, desde 2012, apoio técnico e financeiro do Instituto Arcor Brasil, como parte do Programa PorAmérica, da RedEAmérica.

A Cooperativa de Campinas passou por completa reformulação do espaço físico e de seu processo de gestão entre 2012 e 2013, em razão de sua participação no Programa PorAmérica, da RedEAmérica. Novos avanços foram registrados em 2014 e, com isso, a Cooperativa “Antônio da Costa Santos” tornou-se uma referência em gestão e qualidade.

A Cooperativa “Antônio da Costa Santos” implantou uma política de qualidade, mudou seu layout e capacitou triadoras para atuar de forma apropriada diante do Sistema de Gestão de Resíduos Sólidos de Campinas, no âmbito das possibilidades abertas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O Programa PorAmérica abrangeu no Brasil 14 projetos, apoiados em diversos estados, por fundações e institutos empresariais filiados ao Bloco Brasil da RedEAmérica, uma aliança hemisférica de investimento social privado, destinada a apoiar iniciativas de fortalecimento de base e combate à pobreza.