Com permissão da Assembléia Legislativa fluminense, os deputados nos “presentearão com à criação de mais 13 pontos de pedágios no Estado do Rio.

Os produtos já estão caros e muito mais caros ficarão. Por outro lado, com tanto pedágio, os automóveis perderão valorização, podem ter certeza disso. Ficarão muito mais tempo na garagem do que rodando.Só os muito ricos e que não se importam de queimar dinheiro, não irão dar tanta atenção a essas questões, porém a maioria além de obter produtos muito mais caros, terão a liberdade diminuída. E se quiserem liberdade, terão que pagar caro pra isso. Se antes podia alcançar distâncias maiores, agora a corda vai apertar mais forte no pescoço. Se quiser alcançar a mesma distância, vai ter que desembolsar um dinheiro, e não será pouco.

Enfim, durante a greve dos caminhoneiros o povo teve a chace de mudar tudo isso. Mas me perdoe às exceções, preferiram sair às ruas e prestigiar a parada gay, como aconteceu em São Paulo, ao invés de valorizar à vida, à economia e a liberdade privada.
E o curioso disso tudo é que, caminhoneiros em greve não podem bloquear estradas, mas pedágio pode, claro, se não pagar, não passa. Isso também não é bloqueio? O povo quis assim, e pior ficará. Não precisa ser profeta pra saber desse futuro.

Por Cimberley Cáspio

Fonte: A Voz da Serra/ http://avozdaserra.com.br/noticias/estrada-cachoeiras-parada-modelo-pode-ter-pedagio