Por Maciel
É notório que o quinto maior país, passa por uma crise jamais vista antes, mesmo sendo:
1º em exportação de grãos
1º em exportação de carnes bovina
1º em arrecadação de impostos e com o pior retorno
3º em produção de energia
9º em extração de petróleo
No entanto, tem a 8º maior taxa de desemprego do planeta e a 6ª maior taxa de inflação.
Diante dos fatos a cima citados, não é difícil descobri r a má distribuição econômica do país, onde nomes como José Safra e Jorge Paulo Lermann que juntos possuem um patrimônio a cerca de U$ 45,0 bilhões de dólares. Enquanto a classe mais pobre só perde para o Haiti no quesito pobreza.
Em um passado não muito distante, o brasileiro parecia vê o início de uma nova era, o Brasil arrancava aplausos com a redução da inflação com o plano Real, com a queda das marcas dos laboratórios farmacêuticos tornando os remédios até 60% (Genérico) mais barato, com Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com a Seleção Brasileira sendo campeã da Copa do Mundo, com a quitação antecipada do juro da Dívida Externa e para fechar com chave de ouro Brasil mais uma vez escrevia ali o seu nome de vencedor do maior campeonato de futebol do mundo.
Por volta de 2001 e 2002, ocorreu um fato estranho, o 3º maior exportador de energia elétrica sofria ali o seu primeiro apagão da história e depois foi um tropeço atrás do outro, como por exemplo: O referendo em 2005 “Desarmamento” e a violência aumentou em +6,95% , mais uma tentativa frustrada ainda estaria por vi; A COPA DAS COPAS ERA NO BRASIL e o Governo não podia fazer feio, gastou R$ 25 bilhões em estruturas e construções de estádios que receberam apenas 2 ou 3 jogos e foram abandonados e por último O +MÉDICO, que custou R$ 1,9 bi e a Saúde Brasileira cada vez pior segundo pesquisadores.
90% da população culpam os governos pela crise brasileira que na ganancia pelo poder, atropelam e exime a mão-de-obra qualificada, por apoio político.
Em 2010, o MPU oferecia um salário de R$ 7.000,00 a um analista de sistemas (TI) hoje, seis anos depois, um gestor municipal oferece R$ 2.500,00.
Em 2012, um soldado da polícia militar, em alguns estados ganhavam em torno de R$ 3 a 4.000,00 mil, hoje tem governo oferecendo um salário para um servidor militar de R$ 1.500,00.
Por que tamanha falta de atitude e criatividade dos governos brasileiros?
Será que estão levando a sério a história de que santo de casa não obra milagre?
Por que é muito comum encontrar nos municípios, contadores, assistentes sociais, analista de sistemas, bacharéis em direito, administradores, eletricistas, pedagogo e outros, trabalhando de auxiliar de serviço geral (ASG) ou algo parecido.
Por outro lado, cargos comissionado são ocupado por pessoa que na maioria se quer tem o ensino médio completo.
O oposto acontece no setor privado, onde os profissionais são qualificados dentro da própria empresa adquirindo benefícios como o plano de carreira e acesso de cargos e esta filosofia são claramente o que contribui com o crescimento de empresas de sucesso como: Extra, Grupo Cencosud, Irmãos Marinho, Carrefour, etc.