Por Cimberley Cáspio

a caveira de folgaimagem:meioemensagem.com.br

Rodando de táxi pela cidade,o taxista comentou ainda comigo,sobre a insegurança. Me disse que a partir do momento em que policiais tiram o uniforme e o escondem em bolsas,na saída do trabalho para casa,ou de casa para o trabalho,mostra como a coisa desandou de uma forma gravíssima e humilhante.

Se o policial não tem mais coragem de circular uniformizado fora de serviço,mostra como o medo dominou por completo.E se o policial está com medo,em quem o povo confiará a sua segurança?

A síndrome do medo,não atinge só policiais,mas também a todos os militares das Forças Armadas.Nenhum militar usa mais o uniforme fora de serviço.O que prova que o moral está baixo.Algo gravíssimo nos tempos de hoje. Algo que em tempos passados,nunca se pensaria tal coisa. A coragem e o nacionalismo,simplesmente desapareceram.

Quem protegerá à soberania nacional? Quem dará segurança pública? Até os policiais civis,não querem mais trabalhar.Não querem mais investigar.Se aborrecem quando aparece um cidadão na delegacia,para preencher um Boletim de Ocorrência.Nem isso querem mais fazer.

Por que tudo isso?Porque as leis atuais em nada se parecem com leis.As leis atuais só são aplicadas sobre o cidadão e o trabalhador,mas contra o crime,não funcionam.

Durante o dia,as autoridades se fazem presentes exercendo todo o rigor contra cidadãos e trabalhadores; mas durante a noite,as autoridades desaparecem.Na madrugada não há guardas municipais,não há policiais,somente trabalhadores,misturados a bandidos e drogados.

Estamos em plena campanha eleitoral.E nas fotos dos políticos,é só sorrisos.Como se tudo estivesse as mil maravilhas no país.Como encarar tudo isso? Covardia militar,arrocho cada vez maior sobre cidadãos e trabalhadores,e liberdade total para a política e o banditismo?

Trabalhar está ficando cada vez mais difícil.Se o arrocho não vem dos bandidos,vem da fiscalização,polícia e até a guarda municipal.Como o trabalhador vai suportar tudo isso? O direito de trabalhar,o direito de herdar,o direito de ir e vir,o direito de ter saúde,educação,segurança…Tudo isso nos foi tirado.O país vive agora a síndrome do medo.Não só o povo,quanto as autoridades estão com medo.Grades em todas as casas e corredores de prédios; condomínios,mais se parecem com prisão,do que lar. Enfim, quem é honesto,só sabe ganhar dinheiro através do trabalho; e quanto a ameaça real de perigo nas horas em que se trabalha,é se agarrar com Deus e torcer para que o mal,ou a morte,estejam de folga,nos dias em que trabalho.