Por Cimberley Cáspio

o trem das onzefoto:lucelenamaia.blogspot.com

Ricos começam a debandar.Empresas e pessoas que tem recursos,estão abandonando São Paulo,devido à crise da falta de água.O que pode acelerar a transformação pra pior da maior cidade do país.

E infelizmente como a seca está se alastrando pelo estado,o cenário que se cria,é de um horizonte cinza e totalmente assustador.

A coisa é tão séria que a própria presidente da Sabesp,Dilma Pena quer “jogar a toalha” e “bater em retirada”.

E pelo andar da carruagem,a seca vai piorar; e a São Paulo que estamos acostumados a ver,vai se transformar. Claro que os políticos vão minimizar o máximo à crise,pois na ânsia de permanecerem no poder,vão passar boas mensagens ao povo até o último momento,como o próprio governador de São Paulo,vem “admitindo que não há interrupção do fornecimento”,enquanto que o que vemos na realidade é totalmente o contrário. Quando já estamos vendo,a população de Itu,se abastecerem d’água em plena madrugada,em bicas de uma praça.

Sendo assim,quem pode,está dando o fora.E quem não pode,continua no lugar, se prendendo á algo,como imóvel,ou coisa parecida,onde não vai demorar muito,a lei da natureza vai imperar,e os mais fortes e mais capacitados,se apoderarão da água que ainda resta e determinarão o que fazer com ela,e com aqueles que dela necessitam. E como já está acontecendo,será o “salve-se quem puder.”